Seia assegura acesso a medicamentos e bens alimentares a cidadãos vulneráveis

A Câmara Municipal da Seia anunciou que vai assegurar o acesso a medicamentos e a bens alimentares a cidadãos vulneráveis do concelho, devido à Covid-19.

«Num momento em que se encontra decretado o Estado de Emergência no País, a Câmara Municipal de Seia tem criadas equipas multidisciplinares para ampliar o apoio social à população, com o objectivo de diminuir o contágio por coronavírus», refere a autarquia num comunicado enviado ao PORTA DA ESTRELA.

O município presidido por Carlos Filipe Camelo indica que o plano de acção «visa a entrega ao domicílio de bens de primeira necessidade e medicação e a execução de pequenas reparações às pessoas mais vulneráveis, por doença crónica, com mais 65 anos de idade ou condição social, e que não disponham de rectaguarda familiar».

Na mesma nota, a autarquia refere que o apoio pode ser requerido para o número de telefone 238 310 235 / 7, sendo posteriormente validado pelo serviço de Ação Social e Saúde da autarquia, que procederá à entrega dos bens solicitados. Este serviço funcionará nos dias úteis, entre as 9:00h e as 17:00h, e pretende «favorecer a permanência das pessoas em casa», de acordo com as recomendações das autoridades de saúde, minimizando os riscos de contágio e propagação do Covid-19.

Neste âmbito, o Município também criou um grupo de trabalho para acompanhar em permanência a evolução da situação, em estreita articulação com as autoridades de Saúde, Proteção Civil, GNR, Juntas de Freguesia e outros parceiros sociais.

«A Câmara Municipal continuará fortemente determinada em assegurar a prestação dos serviços públicos essenciais à comunidade, encontrando-se devidamente capacitada para responder às solicitações que se vierem a verificar», conclui.

%d bloggers like this: