Seia reduz custos na água, saneamento e resíduos

A Câmara de Seia decidiu aplicar medidas de apoio para minimizar os custos das famílias e das empresas com os serviços municipais de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos, devido à Covid-19.

Tendo em conta a situação de excepcionalidade que se vive no país, devido à pandemia provocada pela Covid-19, o município de Seia, no distrito da Guarda, determinou «a isenção total das tarifas de disponibilidade aos consumidores não-domésticos» (comércio, indústria e instituições particulares de solidariedade social) e «a isenção de 100% da tarifa de disponibilidade da água e de 25% nas restantes taxas fixas para consumidores domésticos».

«Os apoios serão reflectidos já na factura a enviar em Abril, sendo prorrogáveis mensalmente, até um máximo de três meses», refere a autarquia em comunicado.

Segundo a nota, «para além deste regime de excepção, as pessoas em situação vulnerável também podem solicitar, a qualquer altura, os apoios que a autarquia já disponibiliza, como a Tarifa Social ou a Tarifa de Famílias Numerosas».

O presidente da Câmara Municipal de Seia, Carlos Filipe Camelo, citado no comunicado, refere que a decisão, que «implicará um investimento municipal de cerca de 90 mil euros mensais», abrange «14.000 consumidores do concelho, entre famílias e empresas».

%d bloggers like this: