Covid-19: Distrito da Guarda com 14 mortos e 220 infectados

O distrito da Guarda regista 14 mortos associados à Covid-19 e 220 infectados, indica o Relatório de Situação da Unidade de Saúde Pública da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda. As mortes ocorreram em Foz Côa (7), Gouveia (5), Pinhel (1) e Seia (1).

De acordo com o relatório, que reporta casos até às 17 horas desta segunda-feira, das pessoas infectadas, 17 estão hospitalizadas, das quais uma na Unidade de Cuidados Intensivos, e 99 foram dadas como recuperadas. Há 99 casos no domicílio e 15 com alta para vigilância clínica.

O concelho com mais casos acumulados é Vila Nova de Foz Côa (92), seguindo-se Pinhel (28), Gouveia (23), Trancoso (22), Guarda (18) e Seia (11). Com 8 casos de infecção encontra-se o concelho de Celorico da Beira, seguindo-se Manteigas (7), Almeida (6), Fornos de Algodres (3) e Figueira de Castelo Rodrigo (2).

A ULS esclarece que nestes dados «existem casos reportados que actualmente residem fora dos concelhos de registo».

Os concelhos de Mêda e Sabugal continuam a não registar qualquer caso.

O documento enviado pela ULS da Guarda aos municípios aponta ainda para 9 profissionais de saúde infectados e 1.072 contactos em vigilância pela Unidade de Saúde Pública.

Contudo, no boletim da situação epidemiológica em Portugal divulgado hoje de manhã pela Direção-Geral da Saúde (DGS), o distrito da Guarda regista 189 casos de infecção do novo coronavírus. O concelho mais afectado é Vila Nova de Foz Côa (80), seguindo-se Pinhel (23), Guarda (20), Gouveia (19) e Trancoso (17), Celorico da Beira e Seia (9), Almeida (6), Figueira de Castelo Rodrigo e Manteigas (3). Nos concelhos de Aguiar da Beira, Fornos de Algodres, Mêda e Sabugal, o documento da DGS não refere um único caso. A informação apresentada refere ao total de notificações clínicas no sistema SINAVE, correspondente a 84% dos casos confirmados. Quando os casos confirmados são inferiores a 3, por motivos de confidencialidade, os dados não são apresentados.

%d bloggers like this: