Seia e São Romão servidas por novas ilhas ecológicas

O município de Seia inaugurou 25 ilhas ecológicas na cidade de Seia e na vila de São Romão, de um total de 35 que integram o novo sistema de deposição com contentores subterrâneos de resíduos valorizáveis e indiferenciados, instalados nas zonas de maior densidade populacional.

Segundo a autarquia, as outras 10 ilhas ecológicas «estão equipadas com tecnologia de controlo de acesso para utilizadores – o projecto piloto PAYT (‘pay-as-you-throw’) – e, pelo facto de ser necessário um contacto prévio e directo com os utilizadores, não poderão entrar para já em funcionamento».

As medidas de prevenção contra a transmissão da pandemia da doença Covid-19 «impossibilitam a realização destas acções, assim como as actividades de sensibilização previstas, também porta a porta», tendo apenas sido enviado um desdobrável informativo por correio nas áreas abrangidas.

Os contentores e ecopontos existentes, que as ilhas ecológicas vão substituir, estão a ser retirados e irão reforçar outras localizações. Por isso, com a colocação de 92 novos ecopontos de superfície e a implementação das 35 ilhas ecológicas, a capacidade de recolha selectiva (reciclagem) no concelho de Seia é consideravelmente ampliada, passando a rede de ecopontos de 141 para 268.

O novo sistema das ilhas ecológicas resulta de uma candidatura apresentada pelo município de Seia e pela Associação de Municípios da Região Planalto Beirão ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), num investimento total superior a um milhão de euros.

%d bloggers like this: