Dão lança campanha de apoio à restauração e aos vinhos da região

A Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVR) lançou uma campanha para incentivar os portugueses a apoiarem a restauração e os vinhos da região, em período de desconfinamento.

Direccionada para o mercado nacional, a campanha “Portugueses Dão a Volta” resulta da readaptação do plano de promoção dos vinhos do Dão idealizado para este ano, devido à pandemia da Covid-19.

«Fizemos um trocadilho com a nossa denominação de origem, que é Dão», explicou à agência Lusa o presidente da CVR Dão, Arlindo Cunha, acrescentando que o vinho do Dão ajudará «a ganhar ânimo para esse regresso à normalidade».

Segundo o responsável, os últimos meses têm sido «muito difíceis para os produtores de vinho, sobretudo para os produtores engarrafadores (vinhos de quinta), que vendiam no canal Horeca», que abrange hotéis, restaurantes e cafés. «Esse canal ficou completamente parado durante dois meses e agora está a recuperar muito devagarinho», contou.

Arlindo Cunha referiu que, «nos meses de Maio e Abril, a redução das vendas em relação ao ano anterior foi da ordem dos 30%», mas a percentagem é diferente nos vários segmentos.

«Dos vários segmentos de mercado, os vinhos que foram mais afectados foram precisamente os que se vendiam no canal Horeca, ou seja, vinhos engarrafados de gama média e superior», explicou.

O responsável lembrou que esse canal «vendia muito vinho para os turistas que estavam a circular» em Portugal.

«Neste segmento de vinhos de categoria média e superior, tínhamos muita exportação, mas a pandemia também afectou os nossos principais mercados, que eram essencialmente Estados Unidos e Brasil. Tudo isso conjugado, deu esse impacto bastante negativo», lamentou.

A campanha estará em vigor durante os próximos meses.

Atendendo à sua variedade e complexidade, os vinhos do Dão são considerados ideais para harmonizações gastronómicas e para serem partilhados à mesa.

Fazem parte da Região do Dão os concelhos de Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, Tondela, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Viseu (distrito de Viseu); Seia, Gouveia, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira (distrito da Guarda); e Tábua, Arganil e Oliveira do Hospital (distrito de Coimbra).

Dentro da região estão identificadas sete sub-regiões: Alva, Besteiros, Castendo, Serra da Estrela, Silgueiros, Terras de Azurara e Terras de Senhorim.

%d bloggers like this: