Instituto Politécnico da Guarda tem novas licenciaturas

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai ter, no próximo ano lectivo, uma licenciatura em Desporto, Condição Física e Saúde, que será lecionada na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto.

O IPG refere em comunicado enviado que se trata da terceira licenciatura que a instituição lança para o próximo ano lectivo, «após uma década de estagnação na oferta formativa de novas licenciaturas».

Segundo o presidente do IPG, Joaquim Brigas, o curso de Desporto, Condição Física e Saúde «vem juntar-se aos que foram anunciados em junho – as novas licenciaturas em Biotecnologia Medicinal e em Mecânica e Informática Industrial».

«Em qualquer dos casos, o objectivo é o mesmo: preparar profissionais em áreas inovadoras que qualifiquem a indústria nacional e regional ou, neste caso, entidades desportivas ou unidades de saúde. Formar profissionais de alto nível para o desporto e para a saúde desportiva é uma das principais apostas desta presidência do IPG», refere o responsável citado na nota.

A nova licenciatura da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do IPG, com duração de três anos, irá formar técnicos desportivos especializados em ‘fitness’, treino personalizado, na avaliação da condição física e no desenvolvimento de programas de actividade física.

«Da Anatomia Funcional à Biomecânica, passando pela Fisiologia Humana e pela Aprendizagem e Controlo Motor, as unidades curriculares desta licenciatura estão desenhadas para que os futuros profissionais sejam autênticos agentes de saúde no acompanhamento de dinâmicas desportivas», refere a fonte.

A nota indica que o último semestre do novo curso acentuará a sua vertente prática através da realização de um estágio curricular em contexto laboral em centros de ‘fitness’ e associações desportivas (nomeadamente ginásios e empresas de treino personalizado), em complexos de piscinas, clínicas de saúde, equipas técnicas desportivas ou em organizações/entidades ligadas à saúde e condição física parceiras do IPG.

«O IPG tem reforçado a prioridade histórica que sempre deu à promoção da saúde, oferecendo formação em áreas muito inovadoras e preparando profissionais muito competitivos para esse mercado, quer em Portugal, quer no estrangeiro», salienta Joaquim Brigas.

O responsável afirma também que a nova licenciatura em Desporto, Condição Física e Saúde «irá formar profissionais com enormes apetências para um mercado que já existia, mas que a pandemia da Covid-19 alargou, nomeadamente a prestação de cuidados e treino em contextos mais individualizados».

Com a aposta na diversificação da sua oferta formativa, o IPG «foi a instituição de Ensino Superior com maior aumento percentual do número de vagas nos últimos anos, passando de 680 em 2017 para 805 no próximo ano lectivo», conclui a nota.

O IPG tem quatro escolas superiores – de Educação, Comunicação e Desporto, Tecnologia e Gestão, Saúde e de Turismo e Hotelaria (Seia).

%d bloggers like this: