PJ detém pastor suspeito de atear 3 fogos rurais em Gouveia

A Polícia Judiciária da Guarda anunciou hoje a detenção de um pastor de 59 anos suspeito de ter ateado 3 incêndios em área florestal ocorridos no dia de ontem, no concelho de Gouveia.

A PJ, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda disse, em comunicado, que o homem está «fortemente indiciado» pela prática de três crimes de incêndio florestal, deflagrados entre as 20h00 e as 21h00 de ontem, junto à via de comunicação, que liga as localidades de Arcozelo da Serra e Ribamondego, no município de Gouveia.

De acordo com a polícia, que contou com a colaboração da GNR, destacamento de Gouveia, o suspeito, «aparentemente motivado por interesses de pastoreio, terá ateado os incêndios recorrendo a chama direta, fazendo uso de isqueiro que transportava e que lhe foi apreendido, colocando fogo em pasto e mato, em três pontos distintos e numa linha continua, junto à estrada, apesar das altas temperaturas, da baixa humidade dos combustíveis e do vento que se fazia sentir, bem como das recomendações e alertas das autoridades de Proteção Civil».

O detido, «com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza», vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

%d bloggers like this: